Desenvolvimento de Sites

Desenvolvimento de Sites

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

MOÇÃO DE SOLIDARIEDADE
     Câmara Municipal de Porto Alegre   Proc. Nº: 2710/2013          Req. Nº : 173

APROVADA

Apoio à iniciativa e reivindicação de proponentes voluntários, por meio da associação Pró-Efetivo dos reservistas da Brigada Militar, para que o Poder Executivo Estadual encaminhe a alteração do § 3º, do artigo 3º, da Lei complementar 10.990/97 ( Estatuto da Brigada Militar), buscando a possibilidade de que Solicito que   os "servidores militares da reserva  Não remunerada" ainda integrantes da BM, reconhecidos no artigo 3º, § 1º, inciso II, alínea "c" da Lei 10990/97, como inativos da reserva Não remunerada, possam ser convocados através da Lei 10297 ( Lei de convocação de voluntário militar inativo), que permite convênio com as Prefeituras que aderirem à convocação de Policiais Militares reservistas.
Que    esta moção seja encaminhada ao(s) destinatários (s) a seguir relacionados:
-Comandante Geral  da  Brigada Militar                                                                           
-Secretário de Segurança Pública,
-Governador de Estado do Rio Grande do Sul
VEREADOR AIRTO FERRONATO
            AUTOR DA MOÇÃO
Membro Honorário da Associação Pró-Efetivo



                             NOTA DE AGRADECIMENTO ESPECIAL
Conclamo a todos (as) Reservistas da Brigada Militar e simpatizantes do Pró-Efetivo de todo o Rio Grande do Sul que tomem conhecimento sobre este grande Homem público que reconhece o trabalho dos movimentos sociais e acolhe os dirigentes comunitários com espírito cívico e fraterno.  Este Homem é o Vereador Airto Ferronato que ao observar a árdua luta dos Dirigentes do Pró-Efetivo abraçou a nossa causa de maneira sincera e corajosa vista em várias demonstrações. Neste ato , dou meu  testemunho  de que Airto Ferronato é um político em extinção com rara honestidade e ao observarmos sua qualidades, devemos mantê-lo em mandato para ajudar os nossos (as) associados(s) na reinserção no mercado de trabalho e sobre tudo, ajudar a estruturar melhor e manter a nossa organização Cooperativa de trabalho e a  Associação Pró-Efetivo e neste sentido nos ajudar a estruturar melhor a nossa Sede e a luta para a nossa convocação para a  Brigada Militar.

Olivério Bolina
Presidente da Associação pró-Efetivo-BM

(51) 81041667

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Atenção reservistas convocáveis da BM  até os 64 anos mesmo estando aposentados( que pediram para sair).Solicito que enviem por e-mail os seguintes dados:
- Nome:
- Graduação:
- idade:
- última unidade que serviu:
- Fones: 
- Data de nascimento:
- Endereço com CEP-Cidade:
- contatos via  rede internet:
- Tempo de serviço:
OBS: ENVIE UMA FOTO 3X4
 
Para maiores informações e esclarecimento ligue para OLIVÉRIO BOLINA, Presidente da Associaçao Pró-Efetivo-BM
51-81041667    51-81307089
e-mail: oliveriobolina@hotmail.com
 
ESTAMOS ENTRANDO EM CONTATO COM OS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO PARA FIRMAREM COMPROMISSO COM A PROMESSA DE ENVIO DE PL PARA  REGULAMENTAR À NOSSA CONVOCAÇÃO PARA A BRIGADA MILITAR. O CANDIDATO QUE FIRMAR ESTE COMPROMISSO COM OS RESERVISTAS TERÁ O NOSSO EMPENHO PARA MULTIPLICARMOS VOTOS EM TODO O ESTADO.  

Olivério Bolina - Presidente da Associação Pró-Efetivo-BM

quarta-feira, 11 de junho de 2014








Os dirigentes do Pró-Efetivo/BM em audiência na Secretaria do Planejamento,
com o Secretário de Estado João Motta e Celso da CUT, buscam incansavelmente apresentar a proposição da nossa convocação transitória pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul.
 A convocação transitória é o o único provimento de PMs inativos que permite convênio com os Municípios e com a União como parceiros do Governo do Estado para participar em parte iguais na ajuda de custo que irá remunerar os PM reservistas convocados até os 65 anos de idade em conformidade com a Lei estadual 10297. Este importante provimento,  ocorrerá logo após a regulamentação da convocação transitória  para  nossa categoria de "Servidores Militares Inativos na reserva Não remunerada". Alertamos  que somente acontecerá se o Governante enviar o Projeto de Lei( PL do Poder Executivo) à Assembleia Legislativa. Tal ato administrativo é profícuo e satisfaz o princípio da economicidade e da  oportunidade, afim de sanar a grave falta de efetivo na PM do Rio Grande do Sul.  O Presidente Bolina e o Vice Jorge Sanguinetto ampliam o diálogo com o governo do Estado e com o importante apoio do querido amigo Celso da CUT.

AGUARDAMOS AINDA,  AUDIÊNCIA COM O GOVERNADOR TARSO GENRO!